THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

sábado, 2 de outubro de 2010

voto brasileiro

CROCRÍTICA-CRÔNICA CRÍTICA SOBRE O VOTO-“ BRASIL VOTE BRANCO,VOTE NULO!”
Folheando a revista ALTERNATIVA edição 240 de 23/09/2010, deparei-me com sugestiva apresentação na capa, onde em cores verde-amarelas figuravam em pleno esplendor, os paladinos da justiça brasileira e candidatos à presidência DILMA,SERRA e MARINA. Na verdade, foram estes que sobraram de uma leva de tantos que ficaram no caminho. Mas, a melhor afirmação seria ao nosso povo TUPINIQUIM brasileiro escolher o que aí está, tão logo, jamais mudarão alguma coisa naquele barco furado que chamo de BRASIL. Não assustem os leitores dessa CROCRÍTICA inúteis palavras, porém, realistas que escrevo.Todo homem tem o seu preço, não sou hipócrita e tenho o meu, portanto: Não me coloquem em nenhum cargo político, logo, estarão todos roubados e meus bolsos estarão cheios de grana! (...)
Pessimista que sou e diga lá, não vejo orgulho e esperança daquilo que chamamos PÁTRIA, tampouco reafirmaria que exercemos cidadania através do voto. Cidadania a meu ver é exercida dentro de uma política de troca de valores entre as partes “GOVERNO e POVO”, cabendo às partes o que é de cada um (Sócrates em sua máxima filosofia). E se fossemos avaliar o que o POVO TUPINIQUIM BRASILEIRO tem , certamente veríamos que nada temos, logo, falta-nos EMPREGO, MORADIA, SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, SANITARISMO e tantas outras garantias sociais que não caberiam neste texto.
Ainda nessa ideologia do VOTO, enganam-se os leitores e demais brasileiros quando pensam que voto é exercer cidadania e no mínimo mal entendem da palavra DIREITO. Se voto fosse um DIREITO no verdadeiro aspecto da palavra, não seria este um veículo obrigatório e compulsório de poder do STE (Supremo Tribunal Eleitoral), porque VOTO lá na terrinha brasileira é obrigação, ou seja, além de obrigar o pobre povo a votar, se não o fizer de fato, implicará em multa de DIREITO. Somente neste aspecto emprega-se o DIREITO de voto e, bem perguntássemos; Seria DIREITO de VOTO ? OBRIGAÇÃO de VOTO ? Por que cobram um DIREITO que tenho?- Essas indagações eu pensava desde criança.(...)
Dizia João Ubaldo Ribeiro em seu livro “Viva o povo brasileiro”, certa visão realista e que todos nós pagamos caro pelo comportamento brasileiro. Assim segue: “(...) Um país de povo alegre, festeiro, que dribla todas as dificuldades com o célebre jeitinho brasileiro, um país feliz! E mais! Um país que nunca enfrentou guerras, nem pestes, nem vulcões, nem terremotos (...)”- Um pouco mais adiante, segue em sua crítica e enfatiza a mansidão brasileira: “(...) Um povo que convive com amenidade e cortesia, um povo prestativo, de coração bondoso, em que todas as raças se misturam livremente, pois desconhece o preconceito racial,visto que aqui o preconceito é econômico.”- Diante dos fatos elucidados pelo autor, não é difícil entender o seu ponto fraco; brasileiro é um povo amigo, dócil e confiante em tudo e principalmente nas ideologias que envolvem a esperança de um Brasil melhor, sendo nesse aspecto, caracterizado pelas promessas do VOTO. Vamos votar e acreditar...Viva o povo brasileiro! Salve-o da ignorância política!
Cabendo uma ressalva nessa questão do VOTO, é o único momento em que os políticos lembram do povo, aliás, se bem pensarmos, o povo é lembrado para compactuar de maneira direta e manter a massa popular mais calma e participante da vida política do país. É algo que jogam ideologicamente e o povinho brasileiro cai nas malhas do governo, onde ELE, premeditadamente prepara seu “bote” de quatro em quatro anos. Por conseguinte, os políticos se esquecem das promessas que nada mais são que “palavras ao vento” e logram em suas barganhas políticas, acordos e conchavos poderosos e lucrativos aos empresários igualmente corruptos e sonegadores, participação ilegal de benefícios, mensalões e por aí vai. Tudo isso sem falar da passividade do povo brasileiro, digno de um filme hollywoodiano. Enquanto isso acontece, o povo brasileiro sobrevive em condições precárias e muito distantes do paraíso divulgado pelos políticos da democracia. O VOTO aparece como um meio e fator ideológico para elevar a auto-estima povo e fazer perpetuar um amor ilusório à pátria; “...Somos brasileiros com muito orgulho, viva! Exerçamos o nosso dever e cidadania! É a nossa vez, viva!”- Notem que o nosso povinho adora slogans.
É claro que a revista ALTERNATIVA faz sua parte informativa, ao menos deve saber fazer bem e segundo a cartilha que convém, logo, estampou e garatujou algumas linhas informando os locais de votação, uma foto de um brasileiro sorridente com slogan ”É hora de votar, é a hora de mostrar quem você é.”- Fato que me ocorreu no momento de leitura dessa frase, verdadeiro êxtase literário, tentarei explicar.
Mostraremos quem somos: Medíocres, incultos, incautos, pobres e até miseráveis, indesejados, porém, felizes. É nesse aspecto que reflito sobre a supremacia política que avassala o povo brasileiro, tão logo somos tomados de um espírito pacífico, acolhedor, matuto, submisso e de memória curta!- Fatores que suportamos e elegemos de quatro em quatro anos, aqueles que nos roubarão descaradamente nos anos seguintes. Digo mais, roubarão por mais quatro e totalizarão doze anos de dinastia petista, tudo isso, com aval do povo brasileiro! A cada dia que passa, dentro do meu realismo maquiavélico, reafirmo a frase que ouço desde criança: O povo brasileiro tem o governo que merece!
Outra coisa absurda na revista ALTERNATIVA é o semblante de todos os brasileiros em suas declarações patrióticas, jogadas à esmo e sem uma fundamentação crítica consistente, bem poderia ser um veículo de “abertura dos olhos” e esclarecimentos mais acentuados ao povo sofrido. Ao contrário, a revista perpetua o velho discurso de palavras soltas e enfoca simples palavras dos entrevistados que em nada criticam e oferecem de produtivo. Separei uma que valeria o prêmio “papagaio de pirata”, onde falar, até ele fala: “É o famoso fazer a sua parte, é o mínimo. Com pequenas transformações as pessoas podem mudar o país.”
Perguntaria à ilustre entrevistada, qual seria a parte do brasileiro e até arriscaria a perguntar qual seria a parte de NADA? A resposta seria NADA. Sim, fazemos parte de uma situação que não muda, onde colocamos pessoas diferentes, de partidos diferentes e que mantém a mesma ideologia de poder e corrupção, marcados pela conivência e que não sentirão intimidados em devastar o erário público. Gostaria que o amigo leitor se aprofundasse mais no tema VOTO e na caoticidade do patronato político brasileiro e cito com muita importância e propriedade RAYMUNDO FAORO, historiador brasileiro que revela em “Os donos do poder”, a verdadeira face de um poder onde o povo é simplesmente um detalhe nas mãos dos dirigentes políticos.
A revista ALTERNATIVA no tocante ao valor informativo e de propaganda de produtos e serviços à comunidade Nikkei é relevante, porém, estaríamos exigindo muito se possuíssem redatores críticos e livres das correntes políticas que não tardaria sanções à revista, fato costumeiro nesse ramo da comunicação; não se pode falar e pensar demais e principalmente criticar o governo. É a hipocrisia que reina na imprensa e qualquer outro meio de comunicação e, mediante ao cenário, convivemos no sentido de perpetuar a letárgica e inútil indagação lançada à comunidade brasileira na matéria da edição 240. Vejamos a pérola:
“O que você gostaria que o novo presidente da república fizesse pelos brasileiros no Japão?”-RESPOSTA de um entrevistado: “Gostaria que o novo presidente priorizasse as crianças e jovens que crescem aqui no Japão, muitos estão perdendo e deixando as escolas. É preciso que o governo dê mais atenção e investisse mais na questão da educação das crianças.”
O nobre entrevistado pelo menos esboçou um “quê” de satisfação, fato que me deixou muito feliz, porém, talvez fosse podado pela revista em pronunciar críticas mais contundentes, fato que não posso afirmar e tudo ficaria em minha visão crítica. Contudo, fiquemos com o pedido do entrevistado: “Gostaria que o novo presidente priorizasse as crianças e jovens (...)”- “Oh, Deus dos desgraçados !” - Dizia Castro Alves em seu poema “o navio negreiro”, rogando ao infinito as mazelas da vida brasileira e do negro. O presidente da república, pelo menos que eu saiba, não está na qualidade de decidir o que fazer ou não neste campo da educação, ele é mandatário através do voto popular, ficando na obrigação de priorizar a EDUCAÇÃO. O povo nada deveria pedir, logo, educação, saúde, transporte, moradia, emprego, estabilidade fiscal,tributária e de “quebra”, a situação dos brasileiros aqui no Japão.
A revista ALTERNATIVA inicia a pergunta com “O que você gostaria (...)”- como se fosse um desejo ou sonho. Não é e jamais será. A revista como veículo democrático (se é que existe nessa intenção) deveria se manter “justa” no verdadeiro sentido da palavra e, reformular a pergunta: “O que você gostaria que o novo presidente da república, no cumprimento de suas obrigações, fizesse pelos brasileiros no Japão?”- É claro que essa reformulação de pergunta jamais estaria nos planos da revista, logo, utilizara na questão anterior certo recurso eufemista (arte de abrandar palavras e torná-las suaves). Se assim o fizesse, certeza teria respostas mais críticas e contundentes, mostrando a realidade dos fatos, o que chamaríamos mais humanas e politizadas.
Enquanto o “circo brasileiro do voto” abre suas cortinas para o próximo domingo dia 03 de outubro, dia fatídico que terei o incômodo de cumprir a hipócrita ideologia de civismo verde-amarelo, contribuindo àquele que irá espoliar e vilipendiar o erário do povo, assim como fez o último governo petista, perpetuaremos a balbúrdia nacional fantasiada de um futuro promissor e de esperanças. Enquanto todos os TUPINIQUINS brasileiros empolgados à civismo desmedido e inconseqüente outorgam ao futuro PRESIDENTE a procuração de amplos e gerais poderes através do VOTO, ficarei remoendo minhas memórias realistas e pessimistas; O povo bem possui o governo que merece, logo, acredita de maneira pueril nas palavras falsas dos políticos que aí estão, corja, súcia que envergonham o nosso querido e maltratado Brasil.
Todavia, não pense você pobre brasileiro que estás livre desse cenário calamitoso; Contentando você, raça das raças, incultos, pobres, miseráveis e indesejáveis, pequenos e inferiores que, políticos farão alguma coisa por você e pelo Brasil. Faças ao menos um grande favor a si mesmo e seja menos inferior aos olhos públicos, fazendo valer a sua crítica: NÃO CONTRIBUA A NENHUM DESSES QUE AÍ ESTÃO, VOTE BRANCO, VOTE NULO!
CAPPOLAVORO

1 comentários:

Maddie disse...

Hi, Nice post thanks for sharing. Would you please consider adding a link to my website on your page. Please email me back.

Thanks!

Madison
maddie0147 at gmail.com

Music videos
Celebrities